segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Porcelanato, como escolher?

Parece simples né? Considerando a variedade que temos, vários itens precisam ser considerados, não apenas cor.
Vale lembrar que os porcelanatos vieram para ficar visto que são fabricados com alta tecnologia garantindo maior resistência em vários aspectos, como resistência química, resistência mecânica, durabilidade, dentre outras.
E como leiga que sou, pesquisando com os vendedores e na net, aprendi que um porcelanato possui várias características importantes...vamos lá:

PEI: esse é o coeficiente de desgaste do porcelanato devido ao atrito. Porcelain Enamel Institute é a sigla que representa o nome do instituto que regulamentou as normas para a classificação da resistência à abrasão superficial. Quanto maior o número, mais indicado para área de intenso tráfego. Segue tabela:


EPU: é o coeficiente de expanção por umidade, ou como o nome sugere, quanto menor a absorção quer dizer que há menos espaço entre as partículas para que a água penetre na peça, o que garante uma maior resistência mecânica, quase não há expansão ou dilatação da peça e também garante maior durabilidade da peça assentada. Dessa forma, o piso que tem um coeficiente alto poderá descolar da argamassa ao absorver água. Os porcelanatos possuem um coeficiente baixíssimo (menor que 0), do contrário, não é porcelanato, é cerâmico.

V: esse é o coeficiente de variação da "estampa" da peça, que varia de 1 a 5, sendo o 1 peças idênticas e o 5, peças distintas uma da outra.

Acabamento superficial: na minha pesquisa encontrei 5 tipos de acabamento superficial de porcelanatos. São eles:
Polido: como o nome diz, ele é polido e portanto brilhante.
Lapado: a peça recebe um polimento especial mas não fica brilhante como o polido.
Acetinado: não recebe polimento mecânico o que resulta num aspecto acetinado.
Rústico: a superfície é texturizada conferindo um aspecto imitando madeira, ou pedra, o que também permite ser antiderrapante.
Esmaltado: placa cerâmica esmaltada para revestimento, que apresenta absorção de água menor ou igual a 0,5%.

Acabamento lateral: Retificado, quando recebe um desbaste nas bordas para que sejam todas retas, ou não retificado, sem o desbaste.

Pausa para respirar e mais algumas considerações importantes:

a) a limpeza e manutenção de um piso polido é mais difícil do que de um acetinado ou lapado. UPDATE: Na verdade, a limpeza é mais fácil, a camada super gloss que alguns têm agora, é uma proteção super boa que não deixa absorver produtos/sujeira. O que é difícil é no dia a dia, dá pra ver mais poeira e sujeirinhas se ele for liso.
b) apesar da resistência dos porcelanatos, é indicado utilizar apenas água e sabão neutro na limpeza.
c) em geral os porcelanatos permitem uma junta mínima de 1 a 2 mm, alguns permitem até a chamada junta seca (quando as peças são instaladas sem espaço entre elas). Utilizar sempre a junta indicada nas instruções do produto, cansei de ouvir de vendedor que apesar de estar estampado no piso que a junta é de 2mm, pode sim usar de 1 mm. Não caiam nessa conversa. Utilizar sempre as especificações do fabricante.
d) utilizar sempre argamassa própria para porcelanatos, nunca outro tipo.
e) caprichar no rejunte. Hoje temos a opção do rejunte epóxi que possui tecnologia hidrorepelente (não absorve sujeira ou umidade) e tratamento antifungo (não mofa). É aconselhável aplicar o rejunte 72 horas após o assentamento das peças e ir limpando após uns 15 minutos da aplicação, para evitar possíveis manchas depois. Aguardar mais 72 horas de rejuntado para liberar o tráfego para pessoal da obra e 14 dias para tráfego total. UPDATE: li em alguns lugares que o rejunte epóxi branco amarela com o tempo. Nesses casos é melhor utilizar o acrílico que não amarela.

Esse post é resultado de uma intensa pesquisa pois marido e eu já rodamos várias lojas e compramos boa parte do revestimento da casa...cedo né? Mas a gente pesquisou bastante, temos gostos parecidos e pareceu o melhor a fazer. Sabemos que os preços só aumentam, o máximo que pode acontecer é algum produto entrar em promoção para queimar estoque ou pq vai sair de linha. Então resolvemos já garantir alguns acabamentos. Se foi uma boa decisão, saberemos só lá na frente.

Logo logo mostro nossas escolhas de porcelanato.

Acho que citei todos os pontos que achei importante considerar. Se alguém quiser acrescentar alguma sugestão ou dica, por favor fique à vontade.

Abçs

3 comentários:

  1. Olha, escolher pisos e revestimentos não é tarefa fácil não. Temos que pensar noq eu agrada os olhos, agrada ao bolso rsrs, e ainda seja durável. Muito bom o seu post. Só em relação ao rejunte que ainda estou na dúvida, se vou usar epóxi ou acrílico. Abraços
    http://minhamaisnovacasa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, coisa demais pra escolher...qto ao rejunte, tb ouvi falar sobre ele..vou pesquisar tb e atualizar o post ;-) Obrigada pela visita

      Excluir
  2. Não importa a marca Porcelanato polido tem que ter camada com superglossy, que é um polimento a mais que fecha microporos de qualquer porcelanato polido, o que o torna muito mais resistente a manchas!

    ResponderExcluir